sexta-feira, 28 de maio de 2010

"CASO EUDES"

Já escrevi sobre o “Caso Eudes,”. Fazer estagio no horário do expediente não é correto, mas tem faculdade que não viabiliza horários de acordo com a necessidade do aluno. Se o funcionário comunicou seu superior e compensou as horas de trabalho. Não entendo isso como crime. O inaceitável é assinar freqüência na Câmara e na Unilago no mesmo horário. O senhor Francisco Eudes Alves cursa direito, deveria saber que é comprometedor. Ainda mais na Câmara Municipal de Rio Preto que um, fica vigiando o outro, e o povo pagando a conta. Acompanho a carreira brilhante do Delegado Genival Ribeiro Santos que não brinca em serviço. Se houve adulteração de documento publico, vai complicar e vai sobrar para muita gente. Só para confirmar. Esse vereador que esta grudada no pé do vereador Pedro Roberto como chiclete no cabelo, não é aquele que acomodou um fantasma na folha de pagamento do seu gabinete. Se for o dito cujo. Acho melhor o senhor trabalhar para fazer jus ao dinheiro suado do povo. Se esse caso ficar na responsabilidade do Delegado Genival, pode ter certeza que ele na passa a mão na cabeça de bandido seja branco ou negro, rico ou pobre, e ate os que se acham muito importante e poderoso. O Delegado Genival Ribeiro Santos é baluarte da nossa Policia Civil. Parabéns! Maryah Cydah Abrantes Martiniano Ferreira www.diarioweb.com.br

0 Comentários:

Postar um comentário

Comente as matérias,textos e fotos sempre fazendo uso de senso critico, embasado no respeito mutuo.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial