quarta-feira, 30 de julho de 2008

Um médico disse que eu arrumasse minha coisas que teria no máximo 6 meses de vida. Fui encaminhada para São José do Rio Preto-SP. Com quase 100 quilos foi indicado a aquisição de uma cadeira de rodas. Eu escolhi o modelo. Meu coração chorou e eu decidi lutar pela vida e para criar minha filha. Pedi a DEUS. Em 30 dias emagreci 48 quilos e comecei usar as roupas da minha filha. Enfrentei dois anos agendada para transplante de fígado e 3 anos e 28 dias na fila de transplante do Hospital de Base de São José do Rio Preto. A luta silenciosa para voltar a enxergar. A luta para formar minha filha. Recomeçar do zero aqui em São José do Rio Preto. Perguntei ao meu DEUS qual o motivo de tanta dor, de tanto sofrimento. Ele respondeu: É um treinamento. O motivo para eu continuar lutando foi minha filha. DEUS só me deu ARIANE porque sabia que eu jamais desistiria dela. Encontrei excelentes médicos minha fé aliada a ciência pois todos são especialistas. Hoje estou muito bem. Minha filha já esta formada e continua estudando. Trabalha em uma empresa conceituada. Em 20 de Julho de 2003 comecei uma nova carreira como escritora pelas mãos do jornalista Walter do Valle. Lancei meu livro com patrocínio da REDE MICROLINS . Livro de Literatura de Cordel com patrocínio do SISTEMA PREVER DE SAÚDE. E meu próximo livro de cordel esta pronto. Tem algumas empresas com interesse em patrocinar.
Aqui em São José do Rio Preto encontrei uma vida totalmente nova. Meu professor de teatro diz: Amada! Você estreou quando nasceu. Ele é um excelente profissional. Eu acredito. Mas por alguma razão DEUS me trouxe para brilhar em Rio Preto. Só posso agradecer a DEUS e a todos que ajudaram eu e minha filha nesta caminhada. Após anos de treinamento. Só posso dizer. Eis-me aqui. Não permita que eu envergonhe teu NOME. Reclamei do treinamento. Hoje consciente quero continuar sendo orientada e assistida pelo teu exército. Sei que fui escolhida, chamada, treinada e estou preste a ser enviada. Permita que eu continue aprendendo como voluntária, até que chegue a hora de ir para linha de tiro na frente da batalha. Quero um dia poder dizer: Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Estou muito feliz mas sinto que o caminho que irei trilhar não terá tapete vermelho e nem jogaram em mim pétalas de rosas. Debaixo deste tapete tem minas e atiraram pedras contra mim. Neste momento sinto que teus anjos seguiram adiante para desativar as minas e as pedras atiradas contra mim caíram nas tuas mão. (Salmos 91:7) - Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Operando DEUS quem impedirá? (Provérbios 26:27) - O que cava uma cova cairá nela; e o que revolve a pedra, esta voltará sobre ele. Só assim me sinto segura. Maryah Cydah Abrantes Martiniano Ferreira

0 Comentários:

Postar um comentário

Comente as matérias,textos e fotos sempre fazendo uso de senso critico, embasado no respeito mutuo.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial