quarta-feira, 9 de julho de 2008

DEUS fez a MULHER e presentou o homem.

A vida de Melissa era tranqüila, aposentada, divorciada e com a vida dedicada à única filha que cursava o último ano de Arquitetura. Melissa apesar das muitas lutas que enfrentava, pois decidira criar a filha sozinha. Nunca reclamou pensão alimentícia. Uma mulher cujos princípios diferem do comportamento comum. Melissa conhece seus direitos, mas preza sua independência. Não proibia a filha de conversar e ver o pai. Mas como a separação ocorreu por motivos que sempre envolviam mentiras por parte do ex-marido. Melissa abominava qualquer tipo de vicio. Os valores foram invertidos e muitas pessoas desistem de ser honestas por se sentir cercada por pessoas que acham à mentira uma prática natural. Melissa falava abertamente sobre seus sonhos e projetos. Numa tarde calorenta Melissa conhece Roberto, munido de documentos que constatavam que ele era um homem ativo e que exercia várias funções. Roberto contou uma história dramática sobre sua vida, ele percebeu que mexeu com os sentimentos de Melissa. Roberto chorou para dar veracidade ao seu drama pessoal. No inicio do relacionamento Roberto era um perfeito cavalheiro. Ele a cercava por todos os lados. Mas um dia Roberto envolveu Melissa em seus problemas pessoais, contou histórias convincentes, ele sabia mentir de forma ardilosa. Roberto dizia que o cigarro era seu único vicio. Mas que pretendia parar. E a vida tranqüila de Melissa começou entrar num túnel escuro, quando ela descobriu que Roberto era alcoólatra e que estava endividado. Os cheques que Roberto havia pedido emprestado estavam nas mãos de agiotas. Aos poucos a máscara de Roberto foi caindo. Roberto era dissimulado, cruel e insolente. Ele perseguiu, insultou e agrediu emocionalmente Melissa. A vida dela foi transformada num inferno. Melissa ocupava um cargo que a impedia de denunciar Roberto e o agiota, sem provocar um escândalo. Melissa ajudou Roberto em todos os sentidos, mas ele era egoísta e mau-caráter. Melissa cometeu um gravíssimo erro ao tentar ajudar um alcoólatra e jogador inveterado. Enquanto ele conseguir pessoas que o ajude, jamais irá procurar um tratamento com profissionais especializados. Melissa foi ameaçada pelo agiota. Teve sua moto subtraída da garagem do prédio sem que nenhum dos portões fosse danificado. O agiota queria que Melissa trocasse um cheque por uma nota promissória com esse documento poderia extorquir dinheiro mensalmente, pois o agiota sabia tudo sobre a vida de seu cliente. Melissa se recusou por uma questão de consciência e colocou sua vida em risco. Roberto agiu de maneira covarde e traiçoeira. Melissa aprendeu a lição, jamais se envolver com um homem que se gaba das suas qualidades, que anda com o currículo no bolso e uma lista com o nome de mulheres apaixonadas que segundo ele não fazem seu tipo. Roberto era portador da “Síndrome do Pavão”. Diz o dito popular: “Para conhecer uma pessoa, é necessário comer um saco de sal juntos”.
Maryah Cydah Abrantes Martiniano Ferreira
Autora

0 Comentários:

Postar um comentário

Comente as matérias,textos e fotos sempre fazendo uso de senso critico, embasado no respeito mutuo.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial