terça-feira, 15 de julho de 2008

Hoje completa 1 ano que fui bater na porta do Palácio do Planalto

Saí do Mercado Municipal de São José do Rio Preto-SP com destino á Brasilia. Jorginho um dos primeiros transplantados de fígado aqui no Hospital de Base me levou até a rodovia. Mochila nas costas e pé no asfalto cheio de burraco. Só aceitaria carona de caminhoneiros. E o primeiro que parou um senhor muito simpatico de Santa Catarina casado com uma colega de profissão também professora. O caminhão pago. Filha formada. Vida tranquila. Fiquei num posto no oco do mundo. O caminheiro iria seguir outro destino. Foi neste posto que conheci esta familia, fizemos amizade. Fotografei eles ao lado da minha mochila. Dois caminhoeiros me ofereceram carona. Cada um seguia numa carreta, os dois casados com filhos pequenos, pagando prestações dos caminhões. Caminhão quebra, tem que pagar a vista. Dois homens honestos e trabalhadores. Um de Santa Catarina e outro de Rondonia. Dizem que os caminhoneiros são safados. Tirem meus amigos desta lista. Fiquei muita orgulhosa de ter conhecido um pouco da dura vida que vocês levam para ganhar o pão de cada dia.
Fui tratada como uma rainha e aprendi muito com eles.
Maryah Cydah Abrantes Martiniano Ferreira.

0 Comentários:

Postar um comentário

Comente as matérias,textos e fotos sempre fazendo uso de senso critico, embasado no respeito mutuo.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial